Prêmio

MULHERES COM GARRA

POR QUE HOMENAGEAR MULHERES BRASILEIRAS

As mulheres imigrantes brasileiras e, mais amplamente, as mulheres Latinas, continuam enfrentando barreiras significativas para a construção de suas carreiras e estão gravemente sub-representadas em papéis de liderança. Elas devem superar uma lista de problemas sistêmicos, além de reunir as habilidades necessárias para os trabalhos que desejam.


Implementamos um prêmio para as mulheres imigrantes brasileiras porque entendemos o quanto elas tiveram que superar para ocupar os espaços que agora possuem, e agradecemos que elas usem esse poder para provocar mudanças coletivas. Cada mulher aqui é uma revolução e esperamos que cada história inspire a próxima mulher imigrante a continuar avançando na construção de seu próprio caminho.

prêmio mulheres com garra 2019

O Prêmio Women With Garra foi criado para reconhecer o valor e as contribuições das mulheres imigrantes brasileiras para a comunidade, destacando seus sucessos para inspirar uma nova geração.

 

Há muitas mulheres imigrantes que estão transformando suas histórias de resiliência para construir uma comunidade mais colaborativa, estável e bem-sucedida. O objetivo do prêmio é destacar a capacidade que todos nós temos de construir um legado de engajamento e sucesso para nós e para nossas comunidades, para que cada um de nós seja encorajado a trazer mudanças transformadoras.

 

Nosso primeiro grupo de premiadas é composta por mulheres imigrantes que construíram resiliência através da experiência de vida, redefiniram o sucesso para si mesmas além do que a sociedade considerava aceitável para elas e estão mudando o mundo através de seu trabalho na comunidade. Elas retratam o extraordinário impulso e a garra da mulher imigrante e servem como um lembrete para todas nós, de que nós também temos garra.

 

As premiadas de 2019 foram Ana Oliveira, CEO da Fundação das Mulheres de Nova York, Ingrid Silva, bailarina do Dance Theatre do Harlem, Tatiana Ribeiro, chef de restaurante gourmet e Nathalia Narciso, presidente do conselho da Garra. Apresentamos suas histórias em nosso primeiro livro, Mulheres Com Garra 2019.

“Eu tenho muito orgulho de ser imigrante, mas infelizmente é um assunto que se tornou muito político. Hoje faz parte de um sistema de supremacia racial branca de dominação que nunca deveria existir. E quanto mais esse sistema faz ataques sistemáticos aos imigrantes, mais eu acho importante falar que SOU IMIGRANTE.”

Ana Oliveira 

CEO, New York Women’s Foundation

"Jamais imaginaria aquela menina franzina, da comunidade de Benfica, ia fazer uma revolução no mundo como uma mulher negra, imigrante. Eu ocupo esse espaço que poucas mulheres ocupam, mas eu vou sempre ter como foco fazer com que todas nós possamos crescer juntas".

Ingrid Silva

bailarina do Dance Theater of Harlem

 

"Quantas pessoas estão sozinhas e não sabem das opções disponíveis e muitas vezes por conta disso acabam não investindo em seus sonhos? Eu estava ali para minha irmã, mas muitos jovens não tem alguém para pedir ajuda".

Nathalia Narciso, 

Board Chair, Garra

“Tem uma força muito maior guardada dentro de nós, a gente só precisa encontrá-la. Dói? Dói muito. Dói todos os dias você acordar e sentir que não está no seu lugar. Dói porque, às vezes, você quer ficar na cama e tem que levantar, porque se você não fizer, ninguém vai fazer por você. Nova York me fortalece todos os dias pela manhã.”. 

Tatiana Ribeiro,

restaurant chef

mulheres com garra o livro

Este é o nosso primeiro livro Mulheres com Garra. Um livro bilíngue feito por mulheres imigrantes, apresentando as histórias de mulheres imigrantes, e buscando inspirar a próxima geração de mulheres imigrantes.

Por esse motivo, a importância deste livro não pode ser subestimada. Como estamos enfrentando as “micro agressões” diárias como racismo, discriminação de gênero, xenofobia e discriminação com base na orientação sexual, e dedicando tanto do nosso tempo para construir as mulheres que queremos nos tornar, encontraremos esperança, sororidade e consolo nestas páginas.

Quando o mundo nos diz para nos tornarmos menores, mais silenciosos e nos conformarmos, vamos seguir o exemplo estabelecido por nossas Mulheres de Garra e fazer o contrário. Vamos optar por permitir que nossa luz brilhe intensamente e viva nossa vida com uma coragem ilimitada, como Ingrid Silva. Vamos lembrar as sábias palavras de Tatiana Ribeiro: “A grande força vem de dentro”, à medida que avançamos radicalmente em direção à mudança sistêmica que imaginamos. Vamos ocupar espaços políticos, independentemente do nosso status de imigração, como Nathalia Narciso. 

E vamos, como Ana Oliveira, remover barreiras ao acesso econômico, desempenho acadêmico, participação política, não apenas para a nossa comunidade de imigrantes brasileiros ou pessoas como nós, mas para todos que lutam para sobreviver à opressão.

+1 718-619-8529

  • Instagram
  • Facebook Social Icon

©2020 by Garra BR.